Sobre o grupo

O Grupo Lírio Celeste é fruto da união entre os ideais de seus componentes no trabalho musical espírita.

Marcus Abreu e Glauco Cardoso participavam do Coral Canto de Luz da Fundação Espírita Cárita e da mocidade da casa, além da equipe de Visitas Fraternas. A pedido de uma amiga, em 2005, Marcus (Pimpão) compôs a música "Cais Seguro" para uma confraternização do grupo de jovens. Esse foi o estímulo para a composição de outras músicas espíritas, como "Luzes Fraternas". Em 2008, Glauco iniciou seu trabalho no Grupo de Teatro da FEC, compondo melodias para letras mediúnicas recebidas em reuniões da casa, como "A Luz a Brilhar" e "Modificação".

Por sua vez, Marco Antônio, por volta de 2007, começou a compor músicas espíritas para atividades do Centro Espírita Manoel Felipe Santiago e para a COMEBH, dentre elas "Sonhos de Amar", "Essência da Fé" e "Verdade e Esperança". Nesse período, compôs e gravou algumas canções junto a seus amigos Alê Marques e João Francisco.

Finalmente, durante a COMEBH Centro-Sul, em março de 2009, em uma oficina de música, Marcus Abreu e Marco Antônio se conheceram, oportunidade em que compuseram, junto a outros confraternistas do evento, a música "Chamado ao Coração". Logo os dois se identificaram em ideias, no propósito de transmitir bons sentimentos e inspirações por meio da música, e combinaram de se reencontrar após o evento.

Assim, poucos dias depois, reuniram-se pela primeira vez Marcus, Glauco e Marco Antônio. Nesse dia, firmou-se o propósito de iniciar um trabalho cuja sustentação seria a união, amizade e fraternidade. Por isso mesmo, o grupo denominou-se, por um tempo, "Tom Fraterno". Entretanto, meses depois, o nome do grupo foi repensado. Pensaram então em "Lírio Celeste", para retratar Jesus e sua simplicidade, destacando-se da multidão de nossos erros qual uma luz que indica o rumo certo para os nossos corações!

Ao longo do ano de 2017, a cantora e amiga Nathalia Campos, que há muito buscava colocar-se a serviço da arte edificante, passou a fazer participações esporádicas em apresentações do grupo. A experiência foi tão bem-sucedida que, em 2018, Nathalia foi oficialmente convidada para integrar o Lírio Celeste. A soma de um membro feminino implicou não só a revisão do repertório existente, de forma a incorporar uma quarta voz ao outrora trio masculino, como também a soma de uma nova presença criativa, que partilha do propósito de promover o Bom através do Belo.

Com 10 anos de harmonia e muita alegria, o objetivo do grupo é trabalhar para a difusão de mensagens cristãs universais por meio da música. Além desse objetivo maior, o grupo também pretende contribuir para o cancioneiro espírita com repertório próprio, em nova abordagem de estilo e composição. Que o Lírio Celeste tenha sempre esse ideal fortalecido por aquele que leva no nome: Jesus!

1 comentários:

Anônimo disse...

Adorei o CD de vocês. É lindo trabalho que vocês fazem. Parabéns. Elisângela

Postar um comentário

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Best Web Hosting